/

Electricity-From-Water-Pipes-LucidPipe-Power-System-581x214

LucidPipe: Tecnologia em Tubagens de Redes de Abastecimento de Água Para Gerar Eletricidade

 

Electricity-From-Water-Pipes-LucidPipe-Power-System-581x214

Uma cidade dos Estados Unidos criou uma promissora tecnologia que permite gerar eletricidade aproveitando a energia dos escoamentos em tubagens de redes de distribuição de água. O sistema foi desenvolvido pela Lucid Energy – empresa norte-americana que fabrica equipamentos para o setor das energias renováveis- e é capaz de produzir eletricidade de forma limpa, fiável e sustentável.

A tecnologia, batizada de LucidPipe, faz uso de secções de tubagens dotadas de turbinas de eixo vertical, localizadas no seu interior, ligadas a geradores acoplados ao extradorso. Estas secções são integradas, idealmente, em ramais gravíticos de diâmetro igual ou superior a 60 cm, de redes de abastecimento de água ou de transporte de efluentes líquidos.

Ao contrário de outros sistemas de aproveitamento de energias renováveis, esta tecnologia que será utilizada em Portland permite uma geração constante de eletricidade, uma vez que é aplicada em um ambiente relativamente controlado, não dependendo de mudanças do clima, incluindo a intensidade do vento ou da luz solar.

O equipamento também é vantajoso por ser de fácil instalação e integração em novos projetos ou infraestruturas existentes e, em oposição a outras tecnologias de hidroeletricidade, não promove impactos ambientais.

Além disso, de acordo com a Lucid Energy, o equipamento pode ser utilizado numa gama alargada de condições, volumes e velocidades de escoamento. A quantidade de eletricidade gerada depende, naturalmente, daquelas condições. Por exemplo, numa tubagem com 150 cm, com uma velocidade de escoamento de 2 m/s e 276 kPa (aprox. 40 psi) de excesso de pressão, uma única unidade LucidPipe é capaz de produzir 100kW de energia e dissipar 35 kPa (aprox. 5 psi) de pressão do sistema. A utilização de múltiplas unidades LucidPipe no mesmo trecho de tubagem tem, potencialmente, a capacidade de gerar vários milhares de megawatt hora de eletricidade limpa.

O projeto, cuja execução começou no início de 2015, deverá permitir a produção de mais de dois milhões de dólares de eletricidade durante as próximas duas décadas.

 

Roadway_with_Lights_and_Reflection2

Solar Roadways: A estrada do futuro

Roadway_with_Lights_and_Reflection2

Uma ideia que pode ser simples e muito benéfica para o nosso planeta foi pensada por um casal de estadounidenses. Eles imaginaram como seria se todas as rodovias, estacionamentos, calçadas, ciclovias e parques infantis pudessem ser recobertos por placas fotovoltaicas que transformassem o calor do sol em energia elétrica. E, com certeza, a quantidade de energia limpa gerada seria muito maior.

Denominada de Solar Roadways (rodovias solares), consiste em  uma estrada  que é construída no lugar do asfalto utilizando painéis solares. Eles vão gerar energia, que por sua vez alimentará a rede elétrica. Desse modo, o combustível é conservado duas vezes: os carros elétricos seriam alimentados com a energia produzida pelos painéis e os painéis substituiriam o uso do asfalto, cuja produção exige petróleo.

Além disso, as rodovias seriam aquecidas e equipadas com telas LED integradas, que atuam não só como marcadores rodoviários, mas podem exibir os alertas diretamente na estrada.

eqmix-blog-construçao-estrada-solar2

A composição de um painel é sempre a mesma e consiste de três partes: por cima uma camada translúcida e resistente composta por painéis solares, luzes de LED e aquecedores. Abaixo vem uma camada de controle, onde um microprocessador aciona as luzes e se comunica com os painéis da estrada. Finalmente na base há uma placa que garante que a corrente elétrica coletada seja distribuída para residências e postos que carregam carros elétricos. Além disso, há espaço para outros cabos, como de TV ou de linhas telefônicas.

Porém, a maior dúvida para a eficácia do projeto ainda é a segurança. Dirigir ou andar sobre a película de vidro é completamente diferente do que no asfalto, que é projetado especificamente para aumentar a tração e o atrito. O DOT (Departamento de Transporte dos EUA) diz  que a “Solar Roadway” ainda precisa passar por vários testes antes de ser aprovada.

eqmix-blog-energiasolar

Energia Solar: Aliada importante na construção civil

eqmix-blog-energiasolar

 

Em um momento onde se discute muito o racionamento de água e de energia, a energia solar chega como uma grande solução tanto para quem não tem acesso à energia elétrica, para quem busca uma energia sustentável, como também para a construção civil.

Utilizado por arquitetos responsáveis por construções certificadas, os painéis fotovoltaicos, que podem ser os grandes responsáveis pelo aumento da produção de energia limpa em grandes centros, seja para demandas residenciais ou empresariais, ganham cada vez mais adeptos.  A utilização de energia solar é apontada como fator de certificação para a LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), sistema que classifica edificações de acordo com critérios de sustentabilidade ambiental em diferentes categorias. Outra cerificação importante que leva em conta a utilização de energia renovável usada na construção civil é a AQUA (Alta Qualidade Ambiental), essa é a primeira que leva em conta as especificidades do Brasil para seus 14 critérios que avaliam a gestão de obras, suas especificações técnicas e arquitetônicas.

Os painéis solares geram energia elétrica através de células fotovoltaicas produzidas com silício – minério muito utilizado na indústria de componentes eletrônicos – que transforma a radiação solar em energia elétrica. É o chamado “efeito fotovoltaico”.

O efeito fotovoltaico acontece quando a luz solar, através de seus fótons, é absorvida pela célula fotovoltaica. A energia dos fótons da luz é transferida para os elétrons que então ganham a capacidade de movimentar-se. O movimento dos elétrons, por sua vez, gera a corrente elétrica.

Todos esses produtos utilizados juntos ou isoladamente geram benefícios ao meio ambiente, pois são alimentados pela energia gerada no local. Os painéis geralmente são instalados no telhado das construções, isso minimiza as perdas de energia que geralmente ocorrem nas linhas de transmissão entre as usinas e as localidades, além de não necessitar da energia elétrica, que hoje é a nossa principal fonte.

 

 

Contato




Localização